Metalurgia

Avaliação preliminar da utilização do revestimento amorfo da liga Fe-Cr-Nb-B em chapas de aço aplicadas em caldeira de biomassa.

Artigo escrito por Felipe Amélio de Lucena.

O objetivo desse trabalho tem por realizar uma revisão bibliográfica sobre a utilização de biomassa na produção de energia térmica em caldeiras e vaso de pressão e analisar a viabilidade da possível utilização do revestimento amorfo da liga Fe-Cr-Nb-B em caldeiras.

Atualmente na indústria o processo de geração de vapor é muito difundido, sendo que nos Estados Unidos, 37% do combustível fóssil queimado se destina a produção de vapor. Os principais usos do vapor gerado são em processos térmicos ou utilizados como matéria prima.

As tubulações e chapas de aço empregadas no queimador, trocador de calor e outros elementos de caldeiras são submetidas a condições de serviço bastante severas, destacando-se a presença de íons cloreto e nitrogênio, ácido sulfídrico, gás carbônico, além de altas temperaturas e pressões, que contribuem para corrosão e desgaste da superfície. Esses processos degradativos ocasionam perdas de espessura no material, tubulações e chapas, comprometendo a integridade estrutural da linha e equipamento, gerando problemas de segurança e de custos. 

Para resistir a essas solicitações uma alternativa é o revestimento interno das tubulações e de chapas, reduzindo, assim, o atrito e conferindo, ao sistema, maiores resistências à corrosão e ao desgaste. 

Arquivo: Tamanho 0,21 em pdf. 12 páginas e 4 figuras.

Textos relacionados: 

Revestimento por soldagem – Metais de adição para revestimento

Revestimento por soldagem – Características

Corrosão em juntas soldadas

Efeitos, Morfologia, Discussão da ZTA nos aços inoxidáveis.

Clique aqui e baixe o artigo: Avaliação preliminar da utilização do revestimento amorfo da liga Fe-Cr-Nb-B em chapas de aço aplicadas em caldeira de biomassa.

SHARE
RELATED POSTS
Estudo sobre as características das propriedades do metal de base aço USI SAR55 e seu comportamento no processo de Solda MAG
Trincas: Causas e métodos de prevenção em aços estruturais soldados.
Soldagem de alumínio – Uma abordagem teórica e prática na soldagem do alumínio série 5000 pelo processo TIG

Deixe seu comentário

*