Higiene e Segurança

Choque elétrico

O choque elétrico pode ser definido como uma perturbação do organismo ao ser percorrido pela corrente elétrica. Os fatores que influenciam os efeitos do choque elétrico são: o percurso da corrente, em que os efeitos são mais sérios se o percurso incluir o coração ou os centros nervosos cerebrais; a forma e a freqüência da corrente, poisa corrente alternada tende a ser mais perigosa, assim como a freqüência de 60Hz; a duração do contato, ou seja, o tempo de exposição ao choque; a intensidade da corrente é o fator decisivo, ou seja, a intensidade da corrente que percorre o corpo, dada pela lei de Ohm.

  É fácil ver como o ser humano é vulnerável se estiver com a pele molhada ou suada. Admitindo-se 25mA como uma corrente de alto risco, e tomando uma resistência total de 1500 Ohms, observa-se que V = R. I ® 1500 x 0,025 = 37,5V.

a resistência do corpo humano apresenta valores típicos: pele seca: 100.000 a 600.0000hms; pele úmida: 1.000 Ohms: resistência interna: 500 Ohms

Com esta tensão pequena, 37,5 V, há uma situação de risco no pior caso. Portanto, é preciso boaisolaçãoem relação à terra (sapatos adequados, secos) e boa isolação no contato eventual com o circuito (equipamentos de proteção).

A maior parte das vítimas de choques não apresenta lesões permanentes, mas durante ou após o choque, pode haver fibrilação ventricular no coração e parada respiratória. Por isso, é fundamental conhecer os primeiros socorros básicos para acidentes elétricos, dos quais se destacam a massagem cardíaca e a respiração artificial. Assim, pode-se salvar uma vida dando socorro ao acidentado até que chegue o médico ou até que o acidentado chegue ao hospital. O soldador e os supervisores de soldagem devem conhecer esses procedimentos .

Link Relacionado:

Soldagem – Coleção tecnológica SENAI – 1ª ed. 1997

SHARE
RELATED POSTS
Radiação Infravermelha
Limitação de exposição aos riscos
Dióxido de carbono (CO2)

Deixe seu comentário

*