Processos de Soldagem

PROCESSO DE DEPOSIÇÃO SUPERFICIAL POR FRICÇÃO E SUAS APLICAÇÕES

Artigo escrito por Márcio L. K. de Macedo do Departamento de Metalurgia da UFMG, Gustavo A.Pinheiro do Institute of Materials Research at the Helmholtz Zentrum Geesthacht , Jorge F.dos Santos do Institute of Materials Research at the Helmholtz Zentrum Geesthacht, Telmo R.Strohaecker do Departamento de Metalurgia da UFRGS. 

Buscando melhorar as propriedades de superfície e aumentar a vida útil dos  componentes/estruturas e com isso diminuir custos, diversas técnicas de modificações superficiais e de revestimentos foram desenvolvidas, dentre estas podemos citar: filmes finos por PAPVD, deposição por arco elétrico, deposição a plasma, tratamentos térmicos e termoquímicos, deposição a laser e deposição por fricção, entre outras.

Neste trabalho trataremos sobre a técnica de deposição superficial por fricção (Friction Surfacing) e suas aplicações. A deposição superficial por fricção é um processo de soldagem no estado sólido, ou seja, não há fusão, conforme a denominação da AWS. É um processo derivado da soldagem por fricção e apresenta algumas vantagens, em certas aplicações em relação às outras técnicas de deposição como: ausência de porosidades, inclusões de escória, diluição, microestruturas bruta de fusão, respingos, fumos tóxicos e radiação.

Esta técnica pode ser utilizada para revestimentos com materiais dissimilares (ex: deposição de aço inoxidável em aço carbono objetivando melhorar as propriedades de corrosão) bem como em reparos de componentes/estruturas desgastadas.

Foram realizadas deposições experimentais de três diferentes materiais em um substrato de aço alto carbono, obtendo-se depósitos com boa adesão mecânica, o que viabiliza o uso da técnica.

Arquivo: Tamanho 

Textos relacionados: 1,02 MB em pdf, 14 páginas e 12 figuras.

Aspersão térmica

Solda por Fricção

Revestimento por soldagem – Ligas para revestimento

Revestimento por soldagem – Características

Clique aqui e faça o download do artigo.

SHARE
RELATED POSTS
Soldagem por Eletroescória
Revestimento de Aço Carbono com Aço Inoxidável Austenítico
Soldagem com TIG III

Deixe seu comentário

*