Fundamentos

Propriedades periódicas

As propriedades periódicas são as propriedades físicas e químicas dos elementos que variam periodicamente em função da ordem crescente dos números atômicos. As principais propriedades físicas periódicas, importantes para compreenderas reações químicas, são: raio atômico, potencial de ionização e eletronegatividade.

raio atômico

O raio atômico é determinado pelo processo de difração por raios X, medindo-se a distância internuclear (d). A metade desta distância (d/2 ) é considerada o raio atômico.

A variação do raio atômico dentro da tabela periódica depende de dois fatores: número de níveis eletrônicos (camadas ) e carga nuclear.

Nas famílias, à medida que o número atômico cresce, aumentam também os níveis eletrônicos; portanto maior é o tamanho do átomo. Nesse caso o aumento dos níveis causa um efeito maior do que o aumento da carga nuclear.

Em cada período, o número de níveis eletrônicos é constante, porém a carga nuclear aumenta da esquerda para a direita (números atômicos crescentes); portanto, a força de atração do núcleo será cada vez maior sobre o mesmo número de níveis e em consequência, o raio do átomo diminui.

Na tabela periódica esquematizada, as setas indicam o sentido de crescimento dos raios atômicos.

 

Potencial de Ionização

Potencial de ionização é a energia necessária para afastar completamente um elétron do átomo isolado no estado gasoso. Todos os elétrons de um átomo são atraídos pelo núcleo, porém os elétrons da camada externa estão fracamente atraídos e podem ser arrancados formando o íon positivo (cátion), às custas de energia. O potencial de ionização é determinado experimentalmente e seus valores são expressos em elétrons-volt (eV). Define-se a primeira energia de ionização à saída do primeiro elétron; a segunda energia de ionização à saída do segundo elétron e assim por diante.

O potencial de ionização na tabela periódica varia inversamente ao tamanho do átomo, isto é, quanto menor o átomo, maior a força de atração do núcleo sobre o elétron, portanto maior a energia de ionização.

Os gases nobres (grupo 8A ou 0) apresentam a última camada completa, portanto é difícil arrancar elétrons desses átomos. Consequentemente, os gases nobres apresentam potenciais de ionização elevados.

Nas famílias, o potencial de ionização aumenta de baixo para cima e nos períodos aumenta da esquerda para a direita.

 

eletronegatividade

Eletronegatividade é a medida da tendência do átomo em atrair elétrons, quando se encontra combinado. A eletronegatividade está relacionada com o potencial de ionização. Quanto maior a eletronegatividade de um elemento, maior a energia de ionização. Os gases nobres são estáveis, portanto não possuem eletronegatividade.

 

A eletronegatividade aumenta de baixo para cima nas famílias e da esquerda para a direita nos períodos.

 

 Link Relacionado:

Soldagem – Coleção tecnológica SENAI – 1ª ed. 1997

SHARE
RELATED POSTS
Nitrogênio
Radioatividade
Carga do elétron

Deixe seu comentário

*