Fundamentos

Campo magnético

Em 1820, Hans Oersted observou que uma bússola era influenciada quando um fio era ligado a uma pilha de Volta; como era do conhecimento geral, a bússola era um pequeno ímã suspenso e livre para girar, que, isolado da influência de outro ímã, indicava a direção norte-sul. Oersted concluiu, então, que surgia um campo magnético nas vizinhanças do fio, sempre que este era ligado a uma pilha. Essa descoberta não só permitiu a construção de aparelhos sensíveis para a medição das grandezas elétricas e magnéticas, como também uniu os dois temas, Eletricidade e Magnetismo, até então estudados separadamente.

Em 1827, Ampère publicou o livro intitulado Teoria Matemática dos Fenômenos Eletrodinâmicos Deduzida Unicamente da Experiência, onde estabeleceu as leis que regem os fenômenos magnéticos provocados pela corrente elétrica e explicou o comportamento dos ímãs como resultante de correntes elétricas em torno de suas moléculas.

Link Relacionado:

Soldagem – Coleção tecnológica SENAI – 1ª ed. 1997

SHARE
RELATED POSTS
Campo elétrico
Nitrogênio
Oxigênio

Deixe seu comentário

*