Higiene e Segurança

Ventilação geral diluidora

A instalação do sistema de ventilação geral em um ambiente de trabalho tem como objetivo rebaixar a concentração de contaminantes ambientais a níveis aceitáveis mediante a introdução de grandes volumes diluídos de ar. Não se recomenda o uso da ventilação diluidora nos casos em que o contaminante é dispersado próximo à zona respiratória do trabalhador, pois seu efeito é nulo do ponto de vista da higiene industrial.

            A renovação do ar pode-se dar positivamente, por insuflamento ou negativamente, (exaustão; a decisão deve basear-se na possibilidade de que haja escape de ar contaminado a outros recintos adjacentes.

O volume de ar envolvido deve relacionar-se com o volume de contaminante gerado na unidade de tempo, e não no volume do recinto (trocas de ar por hora), como se costuma fazer na ventilação de conforto.

Do ponto de vista econômico, a ventilação geral apresenta o inconveniente de requerer volumes de ar muito altos, quando se trata de diluir contaminantes de alta toxicidade; assim, para diluir os vapores produzidos por um quilograma de benzeno a valores aceitáveis, são necessários 5.400m3 de ar; se a diluição for feita para a nafta solvente, serão necessários apenas 192m3 de ar.

 Link Relacionado:

Soldagem – Coleção tecnológica SENAI – 1ª ed. 1997

SHARE
RELATED POSTS
Radiação Infravermelha
Dióxido de carbono (CO2)
Incêndio e explosão

Deixe seu comentário

*