Higiene e Segurança

Higiene e segurança no trabalho

A classificação dos riscos profissionais ou Higiene e Segurança ocupacionais abrange riscos de ambiente ou de higiene no trabalho do trabalho e riscos de operação ou de segurança do trabalho.

Assim, a higiene do trabalho cuida dos riscos ambientais, capazes de causar doenças ocupacionais, enquanto que a segurança do trabalho cuida dos riscos de acidentes ou operacionais.

Os riscos ambientais físicos são: ruído, vibrações, riscos ambientais temperaturas extremas (frio; calor), pressões anormais, radiações ionizantes como nêutrons, raios a, b, g e X, e radiações não ionizantes, como infravermelha, ultravioleta, micro-ondas e laser.

Os riscos ambientais químicos são os aerodispersóides, gases, vapores, névoas, neblinas, fumos e poeira.

Os riscos ambientais biológicos são os vírus, bactérias, fungos e outros.

No caso de riscos ambientais, não é a simples presença do agente químico que implicará necessariamente danos à saúde. Os outros fatores são: tempo de exposição, concentração ou intensidade do agente ambiental, hipersusceptibilidade individual e características físicas e físico-químicas do agente, tais como tamanho da partícula e solubilidade.

Os agentes ambientais podem ingressar no organismo por três vias principais: respiratória, por inalação de vapores de solventes e fumos de soldagem; cutânea ou através da pele, por contato, por exemplo, com benzeno; e digestiva, pela ingestão acidental ou não consciente de chumbo.

 

Link Relacionado:

Soldagem – Coleção tecnológica SENAI – 1ª ed. 1997

SHARE
RELATED POSTS
Limpeza e ordem
Perigos do acetileno
Triângulo de fogo

Deixe seu comentário

*