Processos

Processo com arame tubular – Equipamento

O equipamento para o processo com arame tubular é um só, tanto para soldagem com arames autoprotegidos quanto para soldagem com proteção gasosa suplementar. A diferença está em que no caso de soldagem com arames autoprotegidos não é necessário haver canalização para o gás de proteção.O equipamento completo é composto de fonte de energia, alimentador de arame, tocha, cilindro de gás, cabos e tubos de ligação.

fonte de energia

A fonte de energia para o processo com arame tubularésemelhante àquela utilizada no processo MIG/MAG, isto é, um transformador/retificador com tensão constante, onde é feito o controle da tensão do arcoelétrico. Os arames do tipo rutílico exigem corrente contínua e polaridade inversa; já os arames básicos e de alma metálica utilizam polaridade direta.

tocha

A tocha de soldagem para o processo com arame tubular é semelhante àquela utilizada no processo MIG/MAG, nos casos em que se utiliza proteção gasosa. Quando se trata de arames autoprotegidos, a tocha é mais simples. Em qualquer dos casos, as tochas podem ser refrigeradas a ar ou a água; existem também tochas sem refrigeração.

alimentador de arame

O alimentador de arame é a ligação entre a fonte de potência e a deposição do metal fundido. Sua função é alimentar o eletrodo de maneira contínua, bem como manter o arco estável dentro da corrente e voltagem desejadas. Os alimentadores funcionam como fontes de potência de potencial constante ou voltagem constante e geralmente apresentam também velocidade constante.

  Link Relacionado:

Soldagem – Coleção tecnológica SENAI – 1ª ed. 1997

SHARE
RELATED POSTS
Brasagem – Processos
Processo arco Submerso – Características
Brasagem – Projetos de juntas

Deixe seu comentário

*